“Os cães ladram e a caravana passa”

Jorge Pedrosa

2020-11-19

Partilhe:

19-11-2020


Um sábio ditado árabe diz que apesar de os cães ladrarem, a caravana segue o seu caminho, ou seja, nada irá impedir que a caravana siga o seu rumo. A expressão significa que se devem ignorar as provocações que possam impedir o progresso e esquecer críticas que não sejam construtivas. Caros vizelenses, efetivamente a cada passo depreendo-me com arautos da desgraça, politiqueiros que gostam de politiquices e que ora pertencem a comissões de honra de apoio à candidatura de um presidente de câmara, ora saltam para o apoio de outra candidatura. Autênticos eruditos e velhos do restelo que se tornam agora também Zandingas na tentativa de adivinhar o futuro. Para quem não conheceu a ilustre figura Zandinga era um famoso autointitulado Professor Zandinga, místico madeirense que introduziu a "Bruxaria" no futebol Português. Zandinga, nascido João Almeida Emanuel, apareceu no mundo do futebol nos anos 80, ao serviço do FC Porto. Dizia que não era um bruxo, mas um "parapsicólogo". Segundo o que se ouvia dizer à data, o sempre supersticioso António Oliveira, quando saiu do Porto para o Penafiel, levou o Professor consigo. Verdade seja dita, aquando da deslocação do Penafiel ao Estádio das Antas, o clube duriense conseguiu empatar 2-2 mantendo-se na primeira divisão. Zandinga aproveitou o momento para reclamar o seu quinhão na manutenção dos penafidelenses. Cavou buracos atrás da baliza do guarda-redes Fonseca, onde colocou relva "enfeitiçada" para fragilizar a baliza portista. Com a notoriedade pública que atingiu conseguia ter algum espaço na Comunicação Social a fazer previsões - quase sempre erradas. Zandinga chegou a dizer que o Sporting nunca seria campeão, enquanto não o contratasse. Também chegou a prever títulos do Benfica, sem sucesso. Pois bem caros vizelenses, cheguei à triste conclusão que essa figura mítica tem seguidores em Vizela. Vai-se lá saber porquê?! Neste momento, como sempre o PSD ao qual presido, sempre teve e tem a preocupação em desenvolver e fazer progredir o nosso concelho, tentando com o nosso trabalho responder às dificuldades e preocupações dos Vizelenses. É esse o foco do PSD, é esse o foco da Coligação “Vizela é Para Todos” PSD/CDS-PP, e apraz-nos registar que fruto desse trabalho e do trabalho conjunto com o Movimento Independente VHS, o programa que tinha sido apresentado ao nosso eleitorado aquando da campanha está praticamente concretizado em 70% a 80%, faltando ainda praticamente um ano para as eleições. Pelo que não estamos em tempos de politiquices e politiqueiros. A pandemia que nos assola a todos nos tempos que correm, infelizmente, está a tornar-se numa crise mais grave ainda económica e social. Embora as últimas notícias, relacionadas com o aparecimento da propalada vacina nos tragam alguma esperança, penso que o caminho será ainda longo e duro. Pelo que a melhor solução no momento é não baixarmos a guarda e continuarmos a cumprir com os cuidados devidos de utilização da máscara, higienização das mãos com álcool gel e, quanto possível, cumprir com o distanciamento social. Mas tenhamos esperança pois, acredito, que vamos conseguir superar esta batalha e sairmos mais fortes no final. Quanto às previsões e vaticínios políticos, de alguns politiqueiros que gostam de politiquices, aquilo que tenho a dizer é que não tenho nenhuma bola de cristal, para adivinhar ou tentar ver o futuro, mas também vos garanto, tenho neste momento coisas bem mais importantes que carecem do esforço e trabalho de todos, que é arranjar soluções para os problemas que esta crise pandémica esta a criar. É esse o meu pensamento e quanto à maledicência ou arautos da desgraça pouco ligo, porque como diz o ditado popular, “Os cães ladram e a caravana passa”!