"Nada é permanente, excepto a mudança”

Maria do Resgate Salta

2021-11-25

Partilhe:


No último ano e meio fomos assolados pela pandemia do Covid-19 que veio mudar a nossa rotina, hábitos, estilo de vida, comunicação e acções. 
Fez sobressair a nossa relação com a vida, a nossa coragem e os nossos medos. 
A célebre frase de que “Nada é permanente, excepto a mudança” (Heráclito) fez parte do nosso dia a dia. Tudo mudou. E, quase no fim da pandemia, nada será igual. Atravessamos uma "guerra mortífera". 
Mas devemos destacar o que de  importante e positivo a pandemia nos foi deixando: a solidariedade que se gerou para quem necessitou; a ciência e os cientistas que foram incansáveis na investigação e com sucesso das vacinas; nos meios digitais que possibilitou as nossas reuniões online; e, por último, mas não menos importante o trabalho incansável dos profissionais de saúde, os Bombeiros Voluntários, as Associações de Dadores de Sangue, as autarquias, as forças de segurança e os militares (uma referência ao Vice-almirante Gouveia e Melo). 
Devemos realçar o papel de Rotary Internacional e dos seus Clubes. Porque, apesar da pandemia, o Rotary Internacional e The Rotary Foundation não descuraram a vacinação contra a Poliomielite. E durante o ano de 2020 a OMS declarou o continente africano livre da Pólio. 
Mas o movimento rotário manteve-se motivado para executar projectos nas áreas de promoção da paz, combate a doenças, acesso a água limpa, saúde de mães e filhos, apoio à educação, desenvolvimento económico e protecção do meio ambiente. 
A pandemia veio demonstrar que, para os rotários de todo o mundo, nenhum desafio é grande demais. 
E o Rotary Club de Vizela foi exemplo. Durante a pandemia e com reuniões online não paramos. Os projectos apareceram, destacando-se: subsídio para a instalação de uma sala sensorial, destinada ao projecto da AIREV "Clínica do Edi"; apoio ao programa de bolsas de estudo a cinco jovens estudantes; foram comprados mais quatro desfibrilhadores, para completar a cobertura concelhia; reforço do banco de camas articuladas e cadeiras de rodas, que se mostrou de muita utilidade, tendo em conta a situação pandémica vivida; a recolha de peças de  vestuário  e  alimentos  destinados  a  Pemba,  em Moçambique, para acudir à situação dramática que vivem os refugiados, em fuga aos atentados que ocorrem na área; colaboração com o projeto “O Mundo Somos Nós”, com a entrega de mais de 10 mil máscaras, acrescidas a gel desinfetante e sabão, destinados à comunidade escolar de Cabo Verde. 
O mundo mudou e o Rotary soube liderar esta mudança como, historicamente, sempre o fez.
E o Rotary Club de Vizela continua com os seus projectos de continuidade e novos projectos. Como o Projecto Save Namíbia, em que duas Associações serão as beneficiadas: a AfricanUnicorn para fornecimento de refeições às populações de extrema pobreza na Namíbia e a AIREV. Mais projectos virão porque "Nada é permanente, excepto a mudança”.  
Em Rotary abrimos oportunidades e servimos para transformar vidas.