Este mundo rotário

José Manuel Couto

2020-08-13

Partilhe:


Quando em 23 de fevereiro de 1905 PAUL HARRIS, um advogado de Chicago criou esta instituição com o nome de Rotary, sabia que o mundo precisava de uma organização (e foi das primeiras) que fosse capaz de prestar serviços no mundo em diversas areas. A partir daí o movimento expandiu-se a todo o mundo com os clubes a serem constituidos por líderes profissionais das mais diversas áreas como o Rotary Clube de VIZELA, que tem mais de 25 líderes diferentes na sua constituição, fazendo parte dos 1,217616 companheiros rotários existentes no mundo, espalhados por 218 países num total de 36158 clubes. E ao mencionar o Rotary Club de VIZELA, não posso deixar em claro aquele que o fundou e que em primeira instância me convidou para fazer parte deste clube, o saudoso companheiro DOMINGOS VAZ PINHEIRO, ao qual lhe presto a minha singela homenagem com um bem haja por ter criado este clube e por tudo o que fez pela nossa comunidade. E é com os números atrás citados, que o nosso símbolo, a roda dentada, vai girando no mundo, criando amizades, relações entre os seus líderes, tanto no campo profissional, empresarial, social, etc.. , com o intuito de servir o próximo dando de si sem pensar em si,porque não trabalhamos para nós, mas sim para quem nos rodeia, sendo rotary uma organização sem fins lucrativos, dependendo única e exclusivamente de contribuições voluntárias e que no seu centenário atingiram a linda soma de 3 mil milhões de dólares. Esta força de rotary reflete-se por exemplo na ONU e na ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE, que é um dos parceiros mais importantes na sua colaboração/contribuição superando por exemplo a comunidade europeia. Ao falar da ONU vem logo à idea o contributo para a paz no mundo como por exemplo na primeira guerra mundial, ou na gerra dos 6 dias em 1967 que opôs ISRAEL contra o EGITO, SÍRIA, JORDÂNIA e IRAQUE, países estes que ainda receberam o apoio do KUWAIT, LÍBIA, ARGÉLIA e SUDÃO. Sao dois dos enúmeros exemplos do contributo de Rotary pela paz, que citando MAHATMA GANDI... não existe caminho para a paz. A PAZ É O CAMINHO. Ora é isto que rotary tem procurado ao longo destes 115 anos de existância. Ao nivel interno vamos continuar a trabalhar em vários setores da comunidade, não descurando projetos a nivel internacional como já foi aqui neste jornal dissecado por companheiros e companheiras meus, mas há projetos novos nos quais nos vamos envolver para dar resposta as necessidades mais prementes da nossa sociedade. Para que tudo isto funcione, vamos continuar a dar as mãos e a uma só voz fomentar a amizade, companheirismo e solidariedade, pilares essenciais para levar a bom termo o nosso trabalho. Para isso, todas as semanas abdicamos do comforto dos nossos lares, das nossas famílias, quer chova, faça frio gelado ou calor como agora, para reconfortarmos aqueles que necessitam. Perante tudo isto (e mais haveria para dizer) e pelo que já fizemos, resta-me terminar com uma frase emblematica de FERNANDO PESSOA: tudo vale a pena se a alma não é pequena.