AMAMENTAÇÃO

Conceição Costa

2024-02-29


O contacto de pele com pele que se estabelece desde o primeiro momento em que o bebé começa a mamar é fundamental para a relação entre ambos e para a saúde não só do recém-nascido como da mãe.

Benefícios para a mãe 
Promove involução uterina precoce (processo que leva à recuperação do tamanho normal do útero) e recuperação do peso; promove a vinculação mãe-bebé e reforça a autoestima da mulher; reduz o risco de cancro da mama e do ovário e a incidência de diabetes e osteoporose.

Benefícios para o bebé 
O leite materno é de fácil digestão e promove a maturação intestinal do bebé; reforça o sistema imunológico; fornece os nutrientes e a água de que o bebé necessita nas proporções adequadas; previne infeções gastrointestinais, respiratórias e urinárias; diminui a ocorrência de otite média, risco de obesidade, doenças alérgicas e diabetes juvenil.
Permite uma adequada adaptação a novos alimentos; contribui para o adequado desenvolvimento da musculatura e parte óssea orofacial e reduz a ocorrência de cárie dentária.

Benefícios para a família 
O leite materno é gratuito, está sempre pronto, e à temperatura adequada; ajuda a melhorar a qualidade de vida da família dado que resulta em menos gastos com cuidados médicos.

Benefícios para o ambiente
Evita o desperdício de recursos naturais e reduz a produção de lixo e resíduos poluentes.

Causas das principais dificuldades 
Inexperiência; pressão familiar e atitudes negativas familiares face à amamentação; introdução precoce de substitutos de leite materno; falta de apoio e deficiente informação/formação de profissionais de saúde; disponibilidade limitada de serviços de aconselhamento após a alta hospitalar, de que resulta uma pega da mama pelo bebé incorreta e não apoiada; desconforto em amamentar em público; mitos e crenças que levam a mulher a duvidar de si e das suas capacidades; fraco suporte a nível do ambiente de trabalho.

Como ultrapassar
É sempre útil contar com o apoio de uma equipa de cuidados de saúde treinada e motivada que informa e esclarece as grávidas sobre as vantagens e a prática da amamentação. Esta equipa existe no centro de saúde e irá: Desenvolver estratégias de ensino sobre aleitamento materno; promover o início da amamentação na primeira meia hora após o parto, mostrando às mães como amamentar e como manter a lactação; recusar outro alimento ou bebida além do leite materno ao recém- nascido, a não ser que seja por indicação médica;
Promover e incentivar a prática do alojamento conjunto; encorajar a amamentação sempre que o bebé quiser; evitar oferecer tetinas ou chupetas a crianças amamentadas, até que esteja bem estabelecida a lactação; informar e esclarecer as mães durante o internamento e, na alta, sobre a amamentação utilizando conceitos comuns a todos os profissionais e concordantes com as recomendações da Organização Mundial de Saúde.