PS Vizela emitiu comunicado esta quarta-feira

Em causa, a última reunião do Executivo.

O Partido Socialista (PS) de Vizela lançou esta quarta-feira um comunicado que tem como objetivo “lembrar aos vizelenses a verdade”. E enumera 12 pontos. Começam os socialistas por insistir no facto do PS ser o autor da saída da Câmara de Vizela do PAEL – Programa de Apoio à Economia Local -, e, consequentemente, da redução dos impostos em caso de intervenção em imóveis que estejam na Área de Reabilitação Urbana (ARU), lembrando que o alargamento destes benefícios aos privados de todas as freguesias do concelho foi proposto na última reunião do Executivo pelo PS. O comunicado refere de novo que “o PS baixou o IMI de 2017 e voltou a baixar para 2018 como comprovarão em breve, e pagou 2,5 milhões de euros de dívida”, além de que, lê-se ainda, “negociou com o Governo e a CIM do Ave um conjunto de obras comparticipadas em mais de 5 milhões de euros” e “deixou mais de 4 milhões nos cofres da Câmara, como comprovam as contas de dezembro de 2017 apresentadas à Assembleia Municipal”.

O PS Vizela acusa o Executivo Municipal, liderado por Victor Hugo Salgado, de não facultar à oposição socialistas os documentos que lhe são solicitados e dizem que isto acontece porque “provarão que o PS fala verdade”.

Na nota emitida à comunicação social, o PS elogia o trabalho de André Castro, vereador socialista no anterior mandato, que assumiu (em 2016) a pasta do Património, que pertencia a Victor Hugo Salgado, e que desbloqueou assuntos como a escritura de doação do Campo do Santo Adrião com a Diocese do Porto. “Não foi mais cedo porque o responsável – Victor Hugo Salgado – não teve disponibilidade de agenda”, lê-se.

Neste comunicado, o PS aborda também a questão do campo do CCR de Montesinhos, inaugurado em 2008, mas sem a concretização de escritura. “Porque é que a doação de 2018 não é feita diretamente ao clube? Uma pergunta simples do PS mas que o presidente da Câmara não soube ou não quis responder de forma clara. Uma coisa é certa, quando houver uma festa e mais uma fotografia de Victor Hugo Salgado a gabar-se de estar a “doar” um terreno, já os Vizelenses sabem que tudo não passa de folclore”, dizem os socialistas.

Os socialistas terminam, afirmando que “as instituições, associações ou clubes de Vizela merecem do PS o maior respeito e apoio”: “O PS jamais permitirá que qualquer interesse privado se sobreponham aos interesses das instituições”.