PS: Criação de clima que permita desenvolvimento económico

A candidatura do Partido Socialista (PS), e que conta com o apoio dos independentes, apresentou na noite desta terça-feira, dia 14, o seu programa eleitoral, um documento que promete discutir com vários membros do Governo. Para esta quinta-feira, está já agendada uma reunião com João Correia Neves, atual Secretário de Estado Adjunto e da Economia.

Em discussão estará a área do crescimento e desenvolvimento económico, isto depois do cabeça de lista do PS à Câmara Municipal de Vizela, Victor Hugo Salgado, ter vindo afirmar que “a promoção de um ambiente económico favorável ao investimento e à defesa e criação de emprego” é um dos compromissos da sua candidatura.

Diminuir carga fiscal e aumentar espaços industriais em PDM

Em caso de reeleição nas Eleições Autárquicas de 26 de setembro, a estratégia de Victor Hugo Salgado, entre outras medidas, passará por diminuir a carga fiscal sobre as empresas, aumentar os espaços industriais em sede do Plano Diretor Municipal, melhorar os acessos viários, criando uma Vizela Industrial, através da adoção de uma nova política de acessibilidades e reforçar a redução da burocracia (Investe Vizela, Via Verde Municipal e Espaço Empresa). “Nos últimos quatro anos reduzimos os impostos para as pessoas, nos próximos quatro iremos baixar taxas e licenças para fixar novas empresas em Vizela”, prometeu o candidato.

Criação de Passadiços do Rio Vizela e Ribeira de Sá

No que toca ao investimento municipal, são várias as obras elencadas neste manifesto. Destaque-se a requalificação das entradas de Vizela, designadamente a das Teixugueiras, da Rua Fonseca e Castro, do acesso da Av. Primavera à Rua Portos Júnior na entrada de Infias, do Largo da Igreja de S. Paio mas, também, da Av. dos Bombeiros Voluntários de Vizela e da Av. Abade Tagilde, bem como da EB de Lagoas. Quanto a novas construções há referência para a segunda fase da Ciclovia Municipal, os passeios na Reta de Sá e a Capela Mortuária em Santa Eulália, bem como os Passadiços do Rio Vizela e da Ribeira de Sá. É objetivo de Victor Hugo Salgado potenciar a execução das obras municipais com recurso a financiamento ou comparticipação da Administração Central ou de fundos comunitários mas também através do Plano de Recuperação e Resiliência. “O Governo tem de ser a nossa multa”, dizia esta terça-feira, o líder da candidatura socialista, referindo-se nomeadamente à construção do acesso à autoestrada.

Construção de 90 habitações sociais

Mas são dez os eixos de ação contemplados pelo programa eleitoral do PS e continuamos com aquele que diz respeito a uma “Vizela + Social” e que contempla, entre várias medidas, a execução da Estratégia Local de Habitação, procedendo à requalificação e construção de 90 habitações sociais em todas as freguesias do concelho, a manutenção da medida Cheque-Bebé” e o apoio nas áreas da psicologia e da psiquiatria a pessoas com necessidades específicas decorrentes de graves episódios de doença.

Já no eixo “Educação é o Futuro”, Victor Hugo Salgado falou no apoio e no reforço da intervenção e das responsabilidades das Associações de Pais, da manutenção da gestão das Atividades de Enriquecimento Curricular e das Bolsas de Estudo aos Estudantes do Ensino Superior. Mas há um dado novo e que diz respeito a um compromisso de apoio a estudantes do concelho que se encontrem a estudar no estrangeiro.

Requalificar Cine parque e Castelo da Ponte com criação do Museu da Moto

Na “Cultura para Todos”, os socialistas comprometem-se com a requalificação do edifício do Cine Parque mas também com a reconversão do Edifício do Castelo no Museu da Moto e no Museu da Luta Autonómico. Aliás, Victor Hugo Salgado dizia ontem à noite que já era tempo de realizar um documentário sobre a luta autonómica e, por isso mesmo, esse é um projeto que consta do seu manifesto, bem como a criação da Agenda Cultural Digital, com recurso a novas tecnologias. Ainda na Cultura, o político falou ser sua intenção manter e potenciar eventos como o Wine na Jazz, a Feira do Bolinhol, o Festival da Francesinha e do Fado, o Vizela em Festa, a Noite Branca e o Vizela Cidade Natal, sem esquecer as comemorações dos 650 anos do Tratado de Tagilde.

Passamos para a “Juventude em Ação”, onde é objetivo manter a Festa da Juventude e o Festival de Bandas de Vizela mas também uma intervenção em áreas que permitam, por exemplo, a promoção de políticas de apoio ao desenvolvimento do associativismo juvenil mas também de palestras sobre cursos universitários. O destaque vai mesmo para o compromisso de duplicação do Orçamento Participativo Jovem, ou seja, de 15 para 30 mil euros.

Aposta em Piscina Municipal e Campo Relvado

O Desporto é apresentado como um reforço do programa Vizela Cidade Desportiva e o PS elenca neste programa a construção de piscinas municipais como espaço de lazer mas também de promoção da prática de modalidades aquáticas, a requalificação do antigo Campo de Minigolfe e a construção de um campo relvado em Santo Adrião complementando-o com infraestruturas para a prática de outras modalidades desportivas, nomeadamente uma pista de atletismo. Referindo-se a esta última proposta, Victor Hugo Salgado acusou a oposição de ter copiado a proposta do PS mas de o ter feito de forma incorreta, referindo que para receber uma pista de atletismo, o piso do campo do Santo Adrião nunca poderá ser sintético mas antes relvado.

Foco no Turismo e nas potencialidades gastronómicas

Já no Turismo, salienta-se o reforço da aposta na divulgação da Marca “Vizela, Segredos de um Vale” no sentido de influenciar o desenvolvimento e a afirmação do terreno, o desenvolvimento das áreas de intervenção do Plano Municipal de Turismo e a manutenção das políticas de regeneração. O PS tem ainda como pretensão elevar o turismo gastronómico, inclusive com a realização de um Festival, promovendo a marca Bolinhol “7 Maravilhas Doces de Portugal” mas, também o Bacalhau à Zé do Pipo. Potenciar o Parque das Termas é outro dos compromissos.

“Vizela + Limpa” dá mote para a área do Ambiente e aqui destacar o reforço da limpeza das vias públicas e da continuação do processo de contentorização do lixo, que pressupõe a aquisição de novo equipamento, nomeadamente aspiradores urbanos elétricos. Por seu lado, no setor do “Vizela Proanimal”, Victor Hugo Salgado lembrou que nesta área encontrou há quatro anos “uma casa a arder” e que o seu objetivo será dar continuidade às medidas implementadas e que tiveram como ponto alto a inauguração de um Centro de Recolha Oficial de Animais em Vizela. O mesmo entende que deve ser feito em relação à Proteção Civil, garantindo que no caso de reeleição, já não partirá do ponto zero, uma vez que, ao longo dos últimos quatro anos, a autarquia já se muniu de vários equipamentos, utilizados nomeadamente esta terça-feira, na sequência do trabalho realizado pela equipa municipal na sequência das inundações provocadas pela chuva.

Por fim, e além da reorganização e da simplificação da autarquia, que Victor Hugo Salgado considera fundamental para a eficiência do serviço prestado aos cidadãos, o candidato falou das Juntas de Freguesia e prometeu a criação de um Gabinete Autárquico.

“Este programa foi concebido pela equipa que detém um profundo conhecimento da realidade do concelho de Vizela e não apresenta nenhuma obra que não seja exequível”, disse ainda o candidato.

PUB___