Projeto O mundo somos nós obteve “excelentes resultados”

Novembro era o mês da The Rotary Foundation.

A última atividade de novembro do Rotary Club de Vizela foi a apresentação, em formato online, do projeto O mundo somos nós.

Através de nota à imprensa, os rotários começam por recordar como tudo começou: “O pedido foi lançado pela Escola Básica (EB) dos Enxertos, em reação a proposta da associação Mosaico, reforçado pela parceria com o Rotary Club de Vizela”. “O desejo era de que fosse angariado um número elevado de máscaras, sabão, livros, roupas e outros bens, que satisfaçam as necessidades de combate à pandemia, na Delegação Escolar da Ribeira Grande de Santiago, em Cabo Verde”.

De acordo com os rotários, Ana Caridade, coordenadora do Mosaico, bem como Paula Oliveira, professora da EB Enxertos, “deram nota da adesão extraordinária da comunidade local e concelhos vizinhos, permitindo ultrapassar os valores estabelecidos no lançamento do projeto de ajuda”.

Segundo a comunicação do Rotary Club de Vizela, nesta sessão ficaram palavras de agradecimento por parte da coordenadora da Mosaico. A campanha, contudo, ainda foi dada por terminada, “porque os bens entregues são de diversa ordem e em números maiores do que estava previsto”.

“Com o sucesso alcançado, coloca-se o problema de gestão dos bens e equipamentos, com a necessária reorganização dos mesmos, para que se dimensione a forma como irão ser transportados para Cabo Verde, com um previsível aumento de meios de embarque”. “Para além disso, também é urgente contabilizar os números exatos, o que ainda não foi possível de fazer, porque ainda estão a chegar contributos, vindos de particulares, empresas, municípios e instituições, criando uma resposta maior do que aquela que era esperada”, lê-se ainda.

Paula Oliveira, para além de docente é elemento do Rotary Club de Vizela. Neste encontro online, a professora “referiu que o movimento de adesão foi de tal forma, em relação aos seus alunos e pais, mas também de toda a comunidade escolar, que alguns bens são cinco vezes mais do que estava planeado”. “Deixou, também, uma palavra de agradecimento, a quantos colaboraram, com um destaque especial para a ideia do Mosaico, com a dinamização de Ana Caridade, que vai permitir dar resposta a comunidades carenciadas em muitos aspetos”.

 

Situação na Amazónia foi levada a este encontro online

 

Mas não se falou apenas do projeto “O mundo somos nós”. “A convite, de Ana Caridade, Mayá Kamanawa, a participar na reunião desde o Brasil, fez uma apresentação de uma tribo a viver na Amazónia, destacando as dificuldades que a comunidade vive, pelo facto de estar em curso uma intervenção, na sua opinião, desgovernada, com o intuito de ir retirando espaço de vida às populações, em favor do negócio e construção de estradas”.

“De acordo com Mayá Kamanawa, é notório o desleixo estatal, o que deixa os residentes na floresta amazónica nas mãos de interesses económicos, que destroem comunidades, pela contaminação de cursos de água e habitações, que vão sendo arrasadas neste processo de modernização, como é apelidado, mas que nada trazem de benéfico para pessoas habituadas a um estilo de vida com séculos de história”, lê-se ainda.

Segundo o comunicado, foi feito “um apelo, aos rotários presentes na reunião, para que sejam mensageiros do perigo em que passaram a viver estes naturais da floresta, que estão desprotegidos perante a ganância económica, que parece ter o aval do governo, tal a impunidade que Mayá Kamanawa garante existir”.

O comunicado do Rotary Club de Vizela termina com Carlos Martins a dar nota de que alguns projetos “estão a ser geridos de forma mais difícil”, devido à pandemia, contudo, lê-se, “o clube continua empenhado em manter, quando as condições o permitirem”. O presidente do Rotary Club de Vizela “realçou o caso das aulas da Universidade Sénior e Alfabetização, que não iniciaram, resultado das reuniões mantidas com representantes de alunos e professores, que têm sido unânimes na decisão de não começar o ano letivo, por não estarem reunidas condições de segurança”.

           

PUB___

MAIS NOTÍCIAS___