Portugal investe cada vez mais em Marrocos

Diz Carlos Pedro, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Luso Marroquina.

Portugal e Marrocos mantêm uma relação de amizade entre países e há cada vez mais portugueses a instalarem os seus negócios neste país do continente africano, mas tão perto do nosso.

Carlos Pedro, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Marroquina, reside em Marrocos há 12 anos. Diz que neste momento existem cerca de 150 a 200 empresas portuguesas naquele país. Ele que falava à margem de mais uma iniciativa do Clube Vinhos e Comércio, em parceria com o E. Leclerce de Lordelo, onde o destaque foi para a Indústria Luso-Marroquina.

Diz o responsável que a área têxtil é a área que mais impera no país marroquino, por investimento de empresários portugueses, mas não é a única. O setor automóvel também domina.

Referiu ainda Carlos Pedro que aceitou de pronto participar nesta iniciativa para mostrar que Marrocos também produz bons vinhos. “Eu consumo vinha marroquino, não é tão bom como o nosso, mas tem qualidade”, afirmou.

O vereador Paulo Lopes Silva, esteve presente em representação do Executivo de Guimarães. Entende que esta “é uma iniciativa importante para o concelho e para o setor empresarial”.

Sofia Machado, do E-Leclerc de Lordelo, que esteve na organização deste encontro, fez um balanço positivo ao mesmo. Um regresso desejado: “Correu tudo muito bem, houve oportunidade de degustar vinho marroquino e depois, quem pretender pode efetuar a compra no E. Leclerc de Lordelo, em Guimarães”.

O evento teve lugar na Quinta de Castelães e como convidado teve a Câmara de Comércio e Indústria Luso Marroquina.

PUB___

MAIS NOTÍCIAS___