Nuno Faria quer “um novo rumo” para o PS Vizela

Apresentação oficial da candidatura de Nuno Faria realizou-se na noite de ontem.

“Isto é um novo rumo”, começou por afirmar Nuno Faria, na sua curta declaração. O candidato reiterou que o apoio que sentiu de “muitos militantes e simpatizantes socialistas” o fizeram aceitar “abraçar este projeto e ser candidato a presidente da Comissão Política Concelhia de Vizela do PS”.

“Parto para esta candidatura para dar voz a todos os militantes, assim como aos simpatizantes do PS, pois só assim, ouvindo as suas ideias, é que seremos capazes de construir um partido forte e com condições necessárias para ganhar os próximos combates eleitorais. Candidato-me porque acredito na minha capacidade de credibilizar o partido, com transparência, e sem qualquer receio do que possa ter feito no passado”, referiu Nuno Faria, não esquecendo de “saudar e desejar boa sorte aos outros candidatos”, que já anunciaram a sua candidatura.

Entre os socialistas, a ouvir as declarações de Nuno Faria estavam o antigo presidente da Comissão Política Concelhia, Dinis Costa, também João Polery, que neste mandato já ocupou o lugar de deputado municipal do PS, e até João Paulo Monteiro, que no passado foi deputado municipal do Bloco de Esquerda. Nesta noite também compareceu Victor Cunha, o primeiro a anunciar, através de comunicado, a sua candidatura a presidente da Comissão Política Concelhia de Vizela do PS. Nuno Faria foi questionado da eventualidade de alguma candidatura ser retirada a favor de outra. Em resposta ao nosso semanário, disse: “Até ao momento somos três candidatos, é assim que para já vamos lutar para ganhar as eleições”.

Questionado pela Rádio Vizela sobre o apoio de históricos socialistas de Vizela, nomeadamente de Dinis Costa, à sua candidatura, Nuno Faria disse apenas contar “com o apoio de todos os socialistas para um bem comum”.

Nuno Faria sublinhou ainda, em declarações à Rádio Vizela, que sente o partido mais unido: “Este palco demonstra isso, a senhora jornalista não se deve lembrar de ver uma casa assim tão cheia. Para mim tem muita importância, vemos as pessoas unidas em prol de um partido melhor”.

O candidato afirmou querer dar voz aos militantes, neste sentido, questionado se atualmente isso não está a acontecer no partido, Nuno Faria respondeu: “Não tenho de falar mal do mandato anterior, do qual fiz parte e cumpri até ao final, agora vêm outros tempos”.

E que projeto tem ara o PS Vizela e para o Município? “O primeiro projeto é vencer as autárquicas”, rematou Nuno Faria.

As eleições internas na Concelhia de Vizela do PS terão lugar em janeiro de 2020.