Lousada pede vacinação motoristas do município

Em ofício endereçado à task-force.

A Câmara de Lousada solicitou, em ofício, ao coordenador da task-force para a vacinação contra a covid-19, Vice-Almirante Henrique Gouveia e Melo que proceda à vacinação dos motoristas das juntas de freguesia e do município que fazem o transporte escolar, noticia o “Novum”.

Acrescenta que o vereador da Saúde da Câmara de Lousada, Nélson Oliveira, explica, no ofício, que em virtude do possível aparecimento de alguns casos de Covid-19 na comunidade e envolvendo os motoristas de transporte escolar do município e juntas de freguesia, obrigando-os a períodos de quarentena, esta situação poderá colocar em causa o funcionamento normal das atividades escolares.

“No município de Lousada e certamente em todo o território nacional, temos vindo a ser confrontados com o facto do transporte escolar dos alunos para os diversos estabelecimentos escolares, vir a confrontar-se com dificuldades, em virtude do aparecimento de alguns casos de covid19 na comunidade e envolvendo os motoristas de transporte escolar do Município e Juntas de Freguesia, obrigando-os a períodos de quarentena que, desta forma, colocam em causa o funcionamento normal das atividades escolares. A realidade demonstra-nos que particularmente as Juntas de Freguesia não tem recursos humanos especializados para fazer face a estas substituições, sendo que neste caso o problema torna-se ainda mais grave”, disse, salientado que este pedido foi feito há algumas semanas, tendo a autarquia vindo a insistir no assunto.

No mesmo ofício, o autarca solicita ao coordenador da task-force para que os funcionários adstritos ao transporte escolar ou de idosos possam ser vacinados o quanto antes de forma a não afetar o normal funcionamento da dinâmica escolar.

“Por essa via, vimos junto de V. Ex. solicitar autorização para que os funcionários adstritos ao transporte escolar ou de idosos, pertencentes aos quadros do Município ou Juntas de Freguesia possam ser vacinados o mais depressa possível, uma vez que poderão colocar em risco o funcionamento normal da atividade escolar e, para além disso, pretendemos contribuir para uma maior segurança de todos os intervenientes do contexto escolar e de apoio social aos mais idosos”, lê-se no ofício enviado ao Vice-Almirante Henrique Gouveia e Melo, que solicita, ainda esclarecimentos, casos seja possível cumprir tal desiderato, de como deve a autarquia sinalizar os funcionários..

PUB___