Incidência de covid-19 continua a subir em Vizela

Entre o dia 05 e o dia 18 de janeiro, Vizela registava 900 novos casos por 100 mil habitantes.

O concelho de Vizela mantém-se, tal como nas últimas semanas, em risco muito elevado de contágio, contudo o número de casos por 100 mil habitantes tem vindo a aumentar. De acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS), entre o dia 05 e o dia 18 de janeiro, Vizela registava 900 novos casos por 100 mil habitantes. Este valor permite-lhe ainda integrar a lista de concelhos considerados de risco muito elevado (entre 480 e 959 casos por 100 mil habitantes). Se atingir os 960 casos por 100 mil habitantes passa a concelho de risco extremamente elevado. Refira-se que no boletim da DGS, sobre a incidência cumulativa, e referente ao período entre 30 de dezembro e 12 de janeiro, Vizela tinha 824 novos casos por 100 mil habitantes.  

Em risco muito elevado de contágio estão também os concelhos de Lousada (697) e Mondim de Basto (936). Em risco extremamente elevado estão os concelhos de Guimarães (1363), Santo Tirso (1437), Felgueiras (1129), Fafe (1113) e Cabeceiras de Basto (1107).

De acordo com a DGS, são agora 215 os concelhos nesse nível de risco máximo de infeção com covid-19, mais do que os 155 que estavam nessa situação na semana passada. Os casos mais graves estão sobretudo nas regiões do Centro e do Alentejo. Aguiar da Beira (6255), no distrito da Guarda, e Cuba (6224), no distrito de Beja, estão no topo da lista com mais de seis mil novos casos por 100 mil habitantes entre 05 e 18 de janeiro.

Além destes, há outros 12 municípios que estão com mais de três mil novas infeções por 100 mil habitantes.

PUB___