Herman José no palco das Festas com a Banda de Música

A “Marcha do Esteves”, a “Canção do Beijinho” e o “És tão boa” são alguns dos clássicos intemporais de Herman José e que, já adiantou o próprio, em entrevista ao nosso semanário, não faltarão no concerto desta quinta-feira, dia 11, no Espaço Multiusos.

Na entrevista que concedeu à Rádio Vizela, Herman José afirma que voltar a Vizela “é um encantamento”, até porque foi nesta terra termal que o humorista deu um dos seus primeiros espetáculos, estávamos nos anos 70, no Parque das Termas, e Herman José veio acompanhado de Nicolau Breyner. “Foi dos primeiros sítios onde atuei. Vizela está na minha primeira agenda, assim como meia dúzia de outros sítios que não me esqueço, como Sátão ou Cucujães”. “Ficaram marcados na história do meu arranque artístico”.

Mas não é apenas o cenário e a localidade que estão gravados na memória. O público foi o grande atrativo: “Nesse espetáculo que fizemos havia um público completamente eufórico, porque, não sei se por razões geográficas ou culturais, há uma maneira, nessa zona, de gostar de um espetáculo extremamente intensa. (…) Portanto, regressar a Vizela é para mim um encantamento”.

Mas o que podem esperar aqueles que se irão deslocar ao Espaço Multiusos esta quinta-feira? “Os clássicos são obrigatórios, caso do “Serafim Saudade”, uma personagem que ficou musicalmente para sempre. A “Marcha do Esteves” que passou a ser o hino não oficial da Seleção Nacional, a “Canção do Beijinho” e o “És tão boa” também se vai ouvir até porque encaixa, Vizela é no feminino, por isso será “És tão boa Vizela” (risos). Esta abre e fecha o espetáculo”, afirmou Herman José, deixando a garantia de um “espetáculo memorável”. “Se estiverem por perto e disponíveis apareçam vai ser um ato inesquecível para todos nós”, afirmou ainda.

Mas Herman José não estará sozinho em palco. Os outros protagonistas desta noite “memorável” serão os músicos que compõem a Banda de Música da Sociedade Filarmónica Vizelense e o maestro José Manuel Marques também nos falou sobre este espetáculo que, assume, “será diferente de todos os outros, na medida em que o Herman José também vai interagir com o público com o seu fantástico humor”. “Quanto a nós, temos de tocar as grandes músicas do Herman José e depois “sujeitar-nos” também às “maldades” que ele nos vai fazer com certeza”. Será um espetáculo repleto de surpresas: “É sempre incerto, nunca ninguém sabe o que pode dali sair e, eu até como maestro, vou ser o mais exposto e de certeza que não me vão faltar “judiarias” das boas”, disse, rematando com o habitual convite: “Não podem perder, porque vamos estar com o maior humorista português de todos os tempos”.

O espetáculo de Herman José com a Banda de Música da Sociedade Filarmónica Vizelense terá lugar esta quinta-feira, dia 11, pelas 22h00, no Espaço Multiusos. A entrada é livre, mas haverá também lugares sentados, que poderão ser ocupados mediante o pagamento de um preço simbólico. Os lugares devem ser reservados junto dos elementos da Comissão de Festas.

PUB___