Grafiti marca aniversário das valências da Família Peixoto

Cantar de parabéns e corte do bolo não se concretizaram devido às medidas de prevenção da Covid-19.

No passado dia 25 de junho, a Fanfarra da Associação Musical e Recreativa Família Peixoto (AMRFP) completou 11 anos de existência. Já no dia 27, foi a vez do Grupo de Bombos assinalar 17 anos.

Simão Ferreira da AMRFP fez um balanço destes nove anos de atividade da Fanfarra e dos 17 anos do Grupo de Bombos. Um balanço positivo à atividade desta associação, que conta já com 50 elementos: “São nove anos de fanfarra, de bons e maus momentos, como tudo na vida, mas neste momento não é só família porque com 50 elementos não podia ser só família, temos muitos amigos de fora que gostam e que nós os aceitamos de braços abertos.

O Covid-19 estragou também os planos da AMRFP. Simão Ferreira salienta que “este seria um ano de excelência para Fanfarra, teríamos à volta de 35 saídas, mas derivado ao momento que estamos a passar no país, ficou tudo cancelado”.

Para celebrar estas festividades, AMRFP organizaram um cantar de parabéns e corte do bolo que aconteceria este domingo, mas como ambas as valências desta associação juntarem mais do que 20 pessoas, a iniciativa não se concretizou. Em causa estão as medidas de prevenção à propagação da Covid-19. Simão Ferreira conta que “tivemos um ensaio do Grupo de Bombos e ia ser tudo comemorado este domingo, mas a GNR não nos deixa fazer os ensaios, então iremos acatar as ordens como sempre acatamos, iremos esperar por melhores momentos”.

Para sinalizar estes aniversários, na parede da sede da AMRFP, tem agora um grafiti que simboliza toda a atividade das valências da associação.

Simão Ferreira declara que AMRFP continua com a força de continuar e com querendo a vontade de melhorar e inovar: “Continuamos com essa força, com esse gosto e com essa vontade grande que temos e vamos continuar porque os projetos que temos mais para a frente também são ambiciosos e queremos sempre melhorar e inovar e fazer as coisas em grande porque tanto a Família Peixoto merece, como Vizela merece”.