Clube da Política e os “pilares das políticas sociais" da UE

O Clube da Política do Partido Socialista (PS) de Vizela e a Corrente Sindical Socialista vêm, em comunicado, defender a necessidade de “promover o debate e reflexão sobre o mundo das políticas públicas e do trabalho e da proteção social”.

Apresentam, neste comunicado, aqueles que consideram ser “os pilares das políticas sociais da União Europeia”, desde logo a “educação e a formação e aprendizagem ao longo da vida”; a “igualdade entre homens e mulheres”; a “igualdade de oportunidades”; mas também o “apoio ativo ao emprego”. Entre os pilares, constam ainda o “emprego seguro e adaptável”; os “salários”, que garantam “um nível de vida decente”; “informações sobre as condições de emprego e proteção em caso de despedimento”; mas também o “diálogo social e participação dos trabalhadores”; o “equilíbrio entre a vida profissional e a vida privada”; um “ambiente de trabalho são, seguro, bem-adaptado e proteção de dados”. Para os mais novos, lê-se ainda, “o acolhimento e apoio a crianças”.

Mas há mais, nomeadamente a “proteção social”; “prestações e pensões de velhice”; “cuidados de saúde”; “inclusão das pessoas com deficiência”; “cuidados de longa duração”; “habitação e assistência para os sem-abrigo” e ainda o “acesso aos serviços essenciais”.

O comunicado termina falando do direito a um rendimento básico incondicional. “Quando nos debruçamos sobre o modo de o levar à prática bem como as suas consequências (sem falar da questão financeira) constatamos as dificuldades na sua adoção”, lê-se.  

PUB___

MAIS NOTÍCIAS___