BE Vizela diz não ter recebido convocatória da CMV

No âmbito da auscultação dos partidos tendo em vista a elaboração dos Documentos Previsionais 2023.

O Bloco de Esquerda (BE) de Vizela vem, em nota de imprensa, questionar a Câmara Municipal de Vizela sobre o método e o meio que utilizou para convocar os bloquistas, no âmbito da auscultação dos partidos para a elaboração dos Documentos Previsionais de 2023, uma vez que garante não ter recebido a convocatória.  

Recorde-se que a autarquia tinha avançado que apenas a Coligação PSD/CDS-PP e o PS compareceram à chamada, não se tendo feito representar o BE, o PCP e o Chega. “Na verdade, em nenhum órgão do BE, concelhio, distrital ou nacional, por qualquer modo possível – telefónico, carta ou eletrónico - recebemos alguma convocatória ou convite para participar em qualquer reunião destinada a esta agenda de trabalho”, garante o BE Vizela, que vem recordar que o mesmo aconteceu no ano passado. “Questionámos o senhor presidente que, até hoje, nada respondeu nem esclareceu”, diz a nota. “É de todo importante salientar de que o BE nunca foge às suas responsabilidades e terá todo o gosto em contribuir com sugestões ou propostas para inclusão no plano de atividades a desenvolver pela autarquia no ano de 2023, na senda das propostas elencadas como prioritárias de intervenção constantes do programa eleitoral com que nos apresentamos aos vizelenses”, rematam os bloquistas.

A Rádio Vizela ainda não conseguiu, até ao momento, um esclarecimento por parte da autarquia.

PUB___

MAIS NOTÍCIAS___