Tozé Azevedo é o novo treinador do FC Tagilde

É um regresso a casa. Novo técnico foi apresentado ontem.

Era uma pretensão da Direção do FC Tagilde há já algum tempo. “As vezes que passou por cá, foi feliz, conseguiu manter o clube na primeira divisão e agora temos de novo o privilégio de trabalhar com ele”, referiu o presidente Hélder Coelho que dá garantias que a sua Direção está a trabalhar para satisfazer os pedidos do novo técnico. Quanto a objetivos, passam por “ganhar os jogos todos e no final se farão as contas”.

João Ribeiro, homem da casa, é o diretor desportivo. “É um homem forte que já conhece os cantos à casa e é uma mais valia para nós”, referiu o presidente. Para o novo diretor desportivo este é um passo que o satisfaz. “Foi um convite que a Direção me fez e apesar de não estar a morar cá, consigo conciliar. Já entrei no final da época passada e começamos agora a preparar a nova temporada, com um novo projeto e um novo treinador para conseguir os títulos que nos escaparam no último campeonato”, disse. João Ribeiro vai trabalhar com Tozé Azevedo, que já conhece, uma vez que já trabalharam juntos.

O novo técnico do Tagilde diz que este “é sempre um regresso fácil”: “É a minha quarta época no FC Tagilde, vim pelas mãos do João Ribeiro, nunca ganhei títulos aqui mas é sempre bom regressar a casa. Para mim, ainda bem que será um desafio e tenho que superar expetativas”. Sabe que vai encontrar um clube organizado e que o seu papel “será só treinar”, o que “ é muito bom em termos de concentração”. “Estou feliz por ter regressado”, disse Tozé Azevedo que assumiu ter recebido outros convites.

Deixou, em declarações à Rádio Vizela, uma palavra aos sócios e adeptos do clube: “Nunca deixem de nos apoiar, eu senti já esse apoio e é muito importante. Na última época em que cá estive, se não fossem eles, não teríamos conseguido a manutenção”.

Quanto a objetivos, descarta a máxima do “jogar jogo a jogo”. A ambição é “lutar por todas as competições em que estamos inseridos, apesar de todas as condicionantes que possam surgir”.