Regional da Zona Norte de Kempo Adaptado este fim de semana

Ivo Cardoso da KTF é o grande responsável pela inclusão do Kempo Adaptado no Calendário Nacional

Os Desportos de Combate em Portugal estão a atravessar o seu auge, com um crescimento e procura cada vez mais significativo.

O que outrora parecia impossível é agora uma realidade, pela mão de Ivo Cardoso e da Associação desportos de Combate KTF, isto depois de muitos anos de estudo e empenho, para que o desporto de combate adaptado fosse acessível a todos.

Em vigor desde do ano passado o kempo adaptado tem sido um sucesso. Uma modalidade muito idêntica ao kickboxing, mas com uma vertente mais marcial e onde é obrigatório o uso do kimono. Já contou na época passada com a inclusão no calendário nacional de Kempo com a participação dos Atletas da Associação KTF / Airev, no Campeonato Nacional de Kempo e Taça de Portugal de Kempo.

O Kempo já está há vários anos implementado em Portugal, mas vê agora a modalidade a crescer para um patamar nunca antes vistos, estando uniformizada a nível mundial. Está mesmo em vigor e andamento o projeto Olímpico e por inerência o Paralímpico. O Kempo tem uma versatilidade de vertentes que as outras artes marciais e desportos de combate não conseguem oferecer, desde varias vertentes de Combate a Katas, com e sem armas, um pouco à imagem das suas origens ocidentais.

Dado o sucesso e projeção do kempo e Kempo Adaptado, este ano, os guerreiros da KTF irão já disputar este fim de semana o Regional Zona Norte, que se irá realizar em Marco de Canavezes, preparando assim os atletas, para o Mundial de Artes Marciais que se irá realizar nas Caldas da Rainha e que contará com a vertente adaptada e onde poderão realizar combates, com atletas dos quatro continentes.

Confirmadas para Sport Kempo adaptado estão seleções e atletas de Espanha, frança, Hungria e Roménia, entre outros. Este que será o primeiro encontro internacional e o grande passo que esta vertente adaptada precisava, a qual terá um papel fundamental no Projeto Olímpico da mesma. A assistir ao mesmo estará representantes do comité Olímpico, IPDJ, Comité Paraolímpico, CEFAD e entidades do estado, para apadrinhar este que será o 10 Mundial Wac de Kempo e Artes Marciais Inter Estilos e o primeiro de Kempo Adaptado.

Ivo Cardoso treinador da Associação KTF está muito satisfeito com estas resoluções e diz que “finalmente começamos a ver resultados e a colher frutos do trabalho desenvolvidos durante alguns anos, mas o melhor ainda esta para vir e que este mundial ira servir para abrir muitas portas”.

Ivo Cardoso esteve no último Mundial, realizado em dezembro, na Hungria, onde foi dado passo importante para o projeto Olímpico do kempo, pois esteve em contacto com as diversas federações mundiais e com várias seleções e “todos estão muito otimistas e felizes com a vertente do kempo adaptado”, refere.